5+ Super dicas para usar pendentes na decoração

A iluminação é um fator essencial para um bom projeto de interiores. Ela tem o papel não somente de proporcionar o conforto ambiental dos usuários, mas também de destacar elementos da decoração e paredes específicas.


Os pendentes estão na decoração já faz muito tempo. Costumavam ser usados exclusivamente nas salas de jantar, mas estão ganhando espaço nos mais diversos ambientes da casa como em quartos, balcões de cozinhas, home office e em alguns casos até banheiros!


Pendentes utilizados no balcão da cozinha


Pendentes em mesa de home office


Os diferentes formatos, tamanhos e materiais incentivaram para que o pendente tomasse conta de todos os ambientes! As diferentes lâmpadas disponíveis no mercado também foram essenciais para que este elemento atenda as mais diversas necessidades.


Pendentes em aramados estão super em alta.


Você quer usar o pendente na sua decoração e não sabe como? O HOC Arquitetura separou algumas dicas para vocês!


Lustre x pendente


Vamos começar do começo! Qual a diferença entre pendente e lustre afinal?


A principal diferença do lustre é que este possui mais de uma lâmpada e são peças mais trabalhadas. Costumam ficar mais próximos ao teto e, nos casos com pé direito alto, são o centro da decoração conferindo elegância ao conjunto.


Além disso, eles trabalham com a luz difusa, iluminando todo o ambiente.



Os pendentes possuem apenas uma lâmpada, ainda possam ter vários pendentes em um conjunto, e trabalham mais com a iluminação focal. Seu design também é mais simples, uma vez que seu objetivo é o aconchego.


Outra diferença importante seria a altura do pendente, que costuma ser posicionado mais baixo que o lustre.



Altura do pendente


Uma das grandes dúvidas das pessoas em relação a utilização dessa iluminação é a que altura instalar.


Se o pendente vai ser colocado em cima da mesa de jantar, a altura ideal seria ele estar entre 60 e 70 cm da mesa. Mas existem várias exceções! Uma boa dica é acompanhar a instalação do elemento e ir subindo e descendo o fio de acordo com o seu gosto, uma vez que ele costuma ficar na altura dos olhos.


Neste caso, o pendente está acima de 70 cm da mesa.


E nos demais ambientes?


Nesse caso é realmente uma questão do gosto do usuário. O importante é que ele fique no mínimo a 20 cm do forro. Também é importante centraliza-lo em relação ao objeto que quer destacar ou a superfície que deseja iluminar.



Tamanho a escolher


A escolha do tamanho tem que levar em conta vários fatores como iluminação, fluxo, altura e local a ser instalado. Muitas vezes a melhor opção é diminuir o tamanho do pendente e aumentar sua quantidade como é o caso de varandas gourmet e balcões de cozinha. Um pendente muito grande dificultaria a comunicação visual do ambiente e as pessoas ficariam batendo a cabeça.


A superfície abaixo da luminária é um fator muito importante, uma vez que o pendente não deve ser maior do que o elemento citado, evitando que as pessoas fiquem esbarrando.


Conjunto de vários pendentes pequenos dão leveza ao ambiente

Optou-se por um único pendente grande para abranger toda a sala de jantar

Quantos usar?


O tamanho e a quantidade estão relacionados. Se você optar por pendentes menores, o ideal é que estes estejam em maior quantidade para iluminar da forma desejada.


No caso de quartos, você pode usar um em cada mesinha de cabeceira, ou apenas em um dos lados. A assimetria também pode ser um toque diferente na sua decoração.



A mesma dica também é válida para banheiros. No caso de pias muito extensas, você pode usar mais de um pendente para que este não precise ser tão grande.




Formatos


Uma das maiores dificuldades das pessoas diz respeito aos formatos. E a verdade é que depende muito do design do seu ambiente.


As mesas retangulares costumam ser mais versáteis e receber bem pendentes tanto quadrados, retangulares ou redondos. Já mesas mais circulares combinam melhor com pendentes de formatos semelhantes.



E no resto da casa?


A única regra é agradar você! Uma dica interessante seria você observar as formas geométricas dos seus móveis e objetos de decoração e decidir se você quer complementar eles com um formato semelhante ou quebrar com um formato diferente.


E se você misturar várias formas? Também é super possível e pode dar um toque completamente novo e pessoal ao espaço! Só tome cuidado para se assegurar que as formas conversam entre si!




Todas as nossas imagens estão disponíveis no Pinterest.

Gostaram das dicas? Querem saber mais? Então fiquem atentos, toda semana temos posts novos cheios de dicas e curiosidades para vocês!


Também temos inspirações do dia e muito mais informações nas nossas redes sociais! Não esqueçam de nos dar um like no Facebook e nos seguirem no Instagram!


Estão inspirados? Vamos fazer juntos? Clique aqui e descubra como podemos te ajudar de forma super acessível!


Posts Relacionados

Ver tudo
POSTS RELACIONADOS