DANDO ACABAMENTO: Forro de gesso, drywall e suas possibilidades


Como você já deve ter reparado,o DANDO ACABAMENTO é uma modalidade dos POSTS PRÁTICOS que o HOC Arquitetura elaborou para falar de forma mais focada sobre elementos específicos de reformas e decoração, trazendo dicas e curiosidades pontuais.


No post de hoje, falaremos um pouco mais sobre rebaixamento com gesso ou dryway e suas possibilidades .


Rebaixar ou não rebaixar, eis a questão!


Antes mesmo de pensar em qual material usar para o forro e o que fazer com ele, a pergunta que não quer calar é: “Dá para rebaixar ainda mais esse teto?”


Depende do seu pé direito (medida da altura interna do chão ao teto).


Muitos dos novos empreendimentos imobiliários tem sido entregues com um pé direito no limite mínimo exigido por lei: de 2,50 m nas áreas sociais e 2,30 m nos banheiros, às vezes alguns poucos centímetros maior.


O rebaixo de gesso ou drywall permite o uso de luminárias embutidas num projeto luminotécnico para dar efeitos diferenciados à decoração. O forro rebaixado tem um padrão de altura de 15 cm para a passagem de encanamentos, tubulações e conduítes elétricos, além da instalação da parte interna de toda a iluminação embutida.


Há casos em que os forros feitos em gesso comum até conseguem chegar a uns 7 cm de altura, mas são bem mais caros e estreitos demais, impossibilitando a instalação da maior parte das luminárias disponíveis no mercado. Logo, não tem função.


Então, em uma situação para hipotética onde o pé direito estivesse no padrão mínimo de 2,50 m, o forro de gesso o deixaria com apenas 2,30 m de altura nos principais cômodos do apartamento, que provavelmente não seria amplo e aberto o suficiente para driblar a sensação sufocante e claustrofóbica de um teto baixo.



Mas não pensem que esse POST acaba com más notícias!


A boa notícia é que por serem muito versáteis, os forros de gesso e drywall oferecem muitas possibilidade de soluções que trarão ainda mais charme e sofisticação para sua casa!


Basta um projeto bem feito, um profissional qualificado para fazer a instalação e muita criatividade!


Seguem algumas referências explicativas dessas soluções:


COMPLETO!


Se você pensa em rebaixar todos os ambientes da sua casa, entenda que são incríveis as possibilidades de criação!


Para os mais ousados, é possível criar desenhos com efeito na iluminação indireta, como é o caso desse teto em escamas, elegante e bem executado!

Para os que querem fazer do teto seu ponto de destaque na decoração, esse tipo de forro desenhado com sancas e traços mais orgânico definitivamente vai chamar a atenção de qualquer um que olhar!

Para os mais tradicionais o rebaixamento com forro liso com um acabamento de junta de dilatação simples (aquele espaço recuado nos cantos) é o mais indicado, no caso desse ambiente na foto, foi feito um "rasgo de luz" para instalação dos spots recuados sobre a tv e o cortineiro recebeu iluminação.

Já nessa sala da foto, temos um forro rebaixado, um spot quadruplo de iluminação geral centralizado em um "rasgo de luz" formando um retângulo, uma sanca retangular externa e spots em todo o contorno. Muitas opções de luz, muitas efeitos diferentes na sua decoração.

Nessa cozinha em conceito aberto com a sala, o rebaixo está no mesmo nível do restante do ambiente, mas há uma iluminação geral feita por um "rasgo de luz" formando um retângulo.

PARCIAL!


Cada caso é um caso e você não precisa rebaixar completamente todos os ambientes da sua casa. Há sempre muitas possibilidades incríveis!


Nesse quarto, por exemplo, o teto foi rebaixado na parte à esquerda, mas criada um a sanca ainda mais baixa, em evidência, para ajudar a dividir o ambiente e criar possibilidades de iluminação indireta. Tudo isso fica ainda mais claro pelo uso de revestimentos diferentes em casa lado.

Já nessa sala, foi usada uma sanca composta de contorno que divide o ambiente, cria uma iluminação indireta e ainda permite a distribuição de spots.

Aqui vemos um rebaixo parcial da sala, destacado graças ao usa de outra cor para pintura. O intuito é dividir o ambiente de jantar e criar a impressão de que a parcela do teto que não foi rebaixada é ainda mais alta, um efeito muito inteligente para esse espaço estreito.

Continuando com a intenção de destacar e dividir o espaço de jantar, nessa solução vemos que o rebaixo e a sanca iluminada ajudam a evidenciar ainda mais o efeito do revestimento em relevo na lateral.

Escondendo a viga da maneira certa! O rebaixo parcial veio solucionar a estranheza de uma viga aparente no meio da sala e também criar uma opção de iluminação.


PASSAGEM EM DESTAQUE!


Corredores são ambientes ótimos para investir em forro e efeitos com iluminação indireta! Em muitos apartamentos eles já vem com algum rebaixo pois há sempre alguma viga ou encanamento passando por ali.


Por serem ambientes de transição, uma ótima forma de integra-los à decoração é assim:

Criar "rasgos de luz" que deem continuidade à iluminação de um painel lateral ou do forro da sala, por exemplo, é uma ótima forma de iluminar e decorar.


Não descarte a possibilidade de fazer rebaixamento com forro de gesso ou drywall antes de pensar muito bem sobre isso!


Devido à mão de obra e sujeira que esse serviço faz, aconselha-se que seja feito durante a reforma inicial do apartamento, bem no início.


O projeto de forro com iluminação é parte importante da decoração da sua casa e deve feito de forma personalizada, de preferência por um profissional ou empresa qualificada para que você obtenha o melhor resultado possível!


Leia aqui o que você precisa saber antes de reformar o seu espaço!


O HOC pode te auxiliar nisso! Vamos fazer juntos?



Lembrando que todas as imagens estão disponíveis no Pinterest.


Gostou do DANDO ACABAMENTO?

Tem algum assunto que você gostaria de ver aqui? Escreva para nós!



Posts Relacionados

Ver tudo
POSTS RELACIONADOS
Posts Recentes
Arquivo

Contato:

E-mail: hoc.arq@gmail.com

Tel: (11) 94151-8933

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Pinterest - Black Circle