DANDO ACABAMENTO: Dicas de iluminação e efeito

Como você leu no It post dessa semana 6 ERROS NA DECORAÇÃO DA SALA QUE VOCÊ PRECISA EVITAR, apesar de parecer, decorar um ambiente não é tarefa fácil!


Além dos erros comuns que algumas pessoas cometem na decoração, poucos são os que dão atenção a um dos elementos mais importantes da arquitetura: a luz!


O dando acabamento de hoje vai abordar a iluminação de ambientes e seus efeitos.


O que conhecemos Lighting Design é uma área especializada em projetos de luz para criar diferentes efeitos e exaltar características de uma cenografia, eventos, design de interiores, uma casa ou até mesmo uma arquitetura de escala urbana.


Focando na decoração de interiores, o projeto de cada ambiente é único, assim como deve ser a sua iluminação. Por esse motivo, o auxílio de um escritório de arquitetura no planejamento e execução do seu ambiente pode ajudá-lo a conseguir o melhor resultado possível!


(Saiba como o HOC pode ajudar você e seu ambiente! Conheça o Mude +, AQUI!)


É para continuar informando e inspirando que preparamos essas dicas para que você possa começar a usar a luz a seu favor!



ILUMINAÇÃO GERAL


Bem como se fala, a iluminação geral é homogênea, ou seja, tem o mesmo efeito uniforme em todo o ambiente.


Mas não pense que basta colocar uma grande quantidade de lâmpadas sobre a sua cabeça que tudo estará resolvido.


A iluminação geral não se limita à luz direta downlighting (luz de cima para baixo), ela é resultado de uma composição de vários tipos de iluminação trabalhando em conjunto para melhor iluminar e valorizar seu espaço e as atividades que ali serão desenvolvidas.



LUZ DIRETA


Simplificando é basicamente toda a luz voltada diretamente sobre o plano do chão no que chamamos de downlighting (luz de cima para baixo).


Dessa forma, tanto o teto quanto as paredes não recebem uma quantidade de luz significativa, o que pode ocasionar sombras que não valorizam nenhum um pouco a sua decoração. Logo, aconselha-se compor essa com outros elementos luminotécnicos.


Atenção também à distribuição das fontes de luz e os ângulos de abertura dos fachos, pois como efeito final geralmente temos os seguintes casos:


LUZ DIRETA DIRIGIDA

Nesse caso, a iluminação é direcionada para frente de forma focada, ou seja, ela evidencia a os objetos e materiais que estão sendo iluminados diretamente.

LUZ DIRETA DIFUSA

Apesar de estar direcionada, a luminosidade é difundida uniformemente para todos os lados, o que ocasiona uma iluminação básica e sem muitos contrastes.

Desse modo, não fica evidenciada a percepção dos materiais. Em acabamentos com brilho, por exemplo o porcelanato e outras pedras, a luz difusa é a mais recomendada.

Você pode conseguir esse efeito com difusores de acrílico, tecido ou papel.


LUZ INDIRETA


Luz indireta nos lembra suavidade! Se você procura ter um efeito aconchegante, a luz indireta é perfeita para você.


Trata-se de ocultar a fonte de luz por meio de sancas, abajures ou mesmo com spots voltados para superfícies e não diretamente para os olhos dos usuários do ambiente. Ou seja, você evita o ofuscamento aos olhos e proporciona mais conforto visual.



O efeito da luz indireta auxilia muito na decoração, pois evidencia volumes e estruturas como painéis, quadros, espelhos e até mesmo dentes ou assimetria de paredes.


COMBINANDO


A combinação de luz direta e indireta é a forma certa de pensar a iluminação dos seus ambientes.


Use luz direta dirigida para evidenciar objetos, luz direta difusa para clarear tudo e a luz indireta em teto e paredes como superfícies de reflexão.

Uma dica: a iluminação do perímetro do espaço dá a impressão de ele é muito mais amplo, mas cuidado com as cores!


LUZ DE DESTAQUE


Como o próprio nome diz, VAMOS DAR DESTAQUE!


Essa forma de iluminação dá ênfase pontualmente a objetos, elementos e superfícies.


Muito usada sobre esculturas, quadros, painéis decorativos, cortinas, halls de entrada, foyers e em detalhes de projetos de paisagismo.



LUZ DE DESTAQUE DIRIGIDA


Evidencie e destaque os pontos de maior interesse na sua decoração!


Se você deseja destacar um quadro ou painel decorativo em uma parede, por exemplo, a iluminação de destaque dirigida pode ser obtida com a instalação de uma sequência de spots no teto, paralelamente à parede, com os fachos voltados num ângulo 30°.


Cuidado com o efeito! As distâncias entre os spots, no caso do uso de um conjunto, pode causar quebras na intensidade luminosa! Planeje-se para ter um efeito lindo!


No caso de uma escultura, posicione o spot alinhado perfeitamente ao topo da mesma para ter um efeito espetacular!


O uso de spots e lâmpadas específicas para a obtenção desse efeito são o segredo para um melhor resultado.



WALLWASHER


Literalmente um banho de luz na superfície vertical que você escolheu destacar!


Além de valorizar os elementos arquitetônicos, detalhes estruturais e evidenciar as proporções do espaço, é muitas vezes usado como opção a revestimentos.

O wallwasher proporciona um plano iluminado de forma suave no efeito gradient, ou seja, começa com uma intensidade e vai diminuindo gradativamente de forma homogênea.



Agradável à visão, esse efeito é muito usado na decoração de formas diferentes.


Pode ser usada para iluminar de maneira uniforme, geralmente proporcionada com uma fonte luminosa linear, como uma sanca vertical ou horizontal, o que dá uma direção ortogonal ao efeito. Mas quando há uma fonte luminosa pontual, a direção do efeito pode ser diagonal ou radial.


Cuidado para que o uso de wallwash não destaque as imperfeições no acabamento das suas superfícies! Certifique-se de que tudo está lisinho e bem acabado, mesmo quando usadas em paredes texturizadas.


LUZ DE ORIENTAÇÃO


Os balizadores e arandelas são usados para a iluminação de sinalização.


É uma solução muito utilizada em corredores, escadas, rampas e desníveis no piso para segurança. Além disso tem um efeito sofisticado que pode inclusive valorizar paredes texturizadas.

LUZ NATURAL


O bom e velho sol tem sim que ser considerado primordialmente quando o assunto é arquitetura e decoração!


Por meio de janelas e clarabóias você pode deixar a luz entrar na sua casa!


Além de ser muito aconchegante e boa para sua saúde, o aproveitamento dela pode valorizar muito a sua decoração e te fazer poupar com gastos desnecessários de energia elétrica!


Obviamente, é preciso complementar com luz artificial. Para isso, que tal contar com o auxílio de um profissional?


(O HOC Arquitetura pode ajudar você e seu ambiente! Informe-se com a nossa equipe AQUI!)


LUMINÁRIAS


As luminárias podem ser usadas para criar os efeitos que descrevemos acima, principalmente em caso onde não há teto de gesso rebaixado!

Podem ser usadas para uma melhor iluminação da área de trabalho, da área de cocção ou da área de jantar, por exemplo. É o caso dos pendentes!


(Quer saber mais sobre pendentes? CLIQUE AQUI e veja leia nosso post!)


Para uma iluminação indireta, abajures e luminárias esculturais, podem ajudar a criar um efeito aconchegante e sofisticado sem gastar muito!





Querem mais dicas? Curtam nossa página no Facebook e nos sigam no Instagram, sempre temos novidades!!


Todas as nossas imagens estão disponíveis no Pinterest


Posts Relacionados

Ver tudo
POSTS RELACIONADOS
Posts Recentes
Arquivo

Contato:

E-mail: hoc.arq@gmail.com

Tel: (11) 94151-8933

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Pinterest - Black Circle