top of page

5 ERROS NO QUARTO DOS PEQUENOS QUE VOCÊ PRECISA EVITAR!

O mundo dos pequenos muitas vezes se resume aos seus quartos. É lá onde eles começam a explorar e a entender o espaço em que vivem e é muito importante que isso seja estimulado, porém, de forma segura!


Muitos pais acham difícil compor um quarto que melhor atenda às necessidades dos pequenos. Afinal, hoje em dia temos tantas opções de móveis, camas e apetrechos que muitas vezes não sabemos se é o ideal para o nosso filho ou não.



Também é importante levar em consideração a filosofia e a forma que vocês optam por criar o seu filho, pois isso também deve ser traduzido no espaço! Muitas pessoas têm optado pela filosofia Montessori, que incentiva a criança a alcançar sua própria independência no espaço, e esse tipo de filosofia tem muita influência em como o quarto é montado, tendo até mesmo camas e peças de mobiliário próprias para a filosofia!


(Quer saber mais sobre a filosofia Montessori no espaço? Acesso nosso post aqui!)


Pensando em várias dúvidas e incertezas que nossos clientes têm, juntamos cinco dicas para evitar erros comuns que as pessoas comentem no quarto dos pequenos! Vamos começar?



Armazenamento


Como as roupas de bebê costumam ser pequenas e não ocupar muito espaço, as pessoas tendem a se apaixonar por armários pequenos enfeitados que ocupam pouco espaço. Porém, as crianças crescem e rápido! Em pouco tempo elas estarão precisando de roupas maiores e mais espaço para armazenamento.


Por essa razão, muitas vezes é mais econômico investir em um armário embutido grande, principalmente se você estiver pretendendo morar na sua casa por muito anos! Pode parecer muito armário no começo, mas vai te poupar a troca de armários sempre que seu pequeno precisar de mais espaço.



Outra dica importante é investir em nichos e prateleiras. Em um primeiro momento elas podem ficar apenas como itens decorativos, mas com o passar do tempo serão acréscimos importante de espaço para guardar brinquedos, livros e outros objetos sem fazer o quarto parecer bagunçado.



Lembre-se que é importante que as prateleiras e nichos fiquem ao alcance da criança, para estimular sua independência, a segurança e a sensação de pertencimento do espaço.


(Vamos fazer juntos? Fale com a gente e faça um orçamento gratuito!)



Opinião dos pequenos


O quarto é para eles, então nada mais justo que envolver os pequenos no processo, não?


Se o seu filho já tiver idade para opinar e ter preferências, envolva-os na escolha de cores, temas e móveis. Esta atitude fará com que tanto eles, quanto você, se sintam mais seguros em relação ao resultado final.


Mas é sempre bom lembrar que as crianças têm gostos passageiros. Um dia eles estão obcecados com um determinado no personagem e no dia seguinte já esqueceram dele. Nesse sentido, você, mais do que ninguém, é capaz de dizer se as cores ou o tema escolhido, é algo duradouro ou se eles irão enjoar em poucos meses.



Escolha de móveis muito caros


Verdade seja dita, as crianças crescem! Então você não pode investir em móveis sob medida muito caros, pois elas logo irão perder.


É verdade que as crianças precisam de móveis da sua altura para conseguirem ter independência em seu próprio espaço e sentirem aconchego. Porém também é necessário pensar a longo prazo.


As camas são um dos primeiros itens que os pequenos irão perder, por essa razão opte por versões mais econômicas, ou invista na reforma de móveis e nos DIY (faça-você-mesmo). Existem vários tutoriais que ensinam a fazer a cama montessoriana de forma simples, por exemplo.


Para as escrivaninhas, invista em móveis que podem ser ajustados (principalmente em relação à altura). Há várias opções para tornar esses ajustes mais simples. Converse com um arquiteto e um marceneiro, eles te darão a solução ideal!



(Podemos ter a solução de mobiliário que você precisa! Vamos fazer juntos?)


Segurança


Os pequenos sempre estão explorando o espaço ao seu redor e isso pode ser um perigo! É essencial que você mantenha quinas e tomadas cobertas e protegidas para não causar acidentes (o ideal é que isso ocorra na casa inteira).



Dependendo da idade do seu filho, é imprescindível que você parafuse móveis menores como cômodas e estantes na parede (alguns móveis de algumas lojas já vêm com os parafusos e os furos para fixação).