PISOS: Porcelanato x Cerâmica

No post de hoje, como no anterior da nossa SÉRIE de posts práticos sobre pisos, fizemos uma comparação entre dois tipos semelhantes para te ajudar a conhecer melhor as suas opções e decidir com segurança qual é o melhor para você!


Os protagonistas de hoje são dois pisos frios: o porcelanato e o cerâmico.



(Vamos fazer juntos! Fale conosco e faça um orçamento gratuito!)


Os revestimentos cerâmicos sempre foram muito comuns no Brasil, desde a colonização portuguesa. Já o porcelanato surgiu no mercado brasileiro há apenas 20 anos. No início era importado da Itália, e só em 1995 foi inaugurada a primeira fábrica brasileira do material.


Diferenciar pisos cerâmicos e porcelanatos é uma dificuldade bastante comum, dadas as semelhanças entre os materiais. Ainda assim, vamos analisar a fundo suas diferenças e descobrir o que melhor se adéqua caso a caso.


É feito de quê?


A cerâmica é composta de uma mistura de argilas e aditivos químicos que é prensada e queimada. Após “cozidas” as peças podem ou não receber uma camada de esmalte para impermeabilização. Ainda assim, a cerâmica possui uma resistência menor, por ser muito porosa.


Já o porcelanato é feito com uma mistura de porcelana e diversos minerais, passando por uma queima a de temperatura muito mais elevada que a cerâmica convencional. Dessa forma, temos como resultado mais denso, homogêneo e vitrificado que confere mais resistência e menos porosidade. Pode ou não ser esmaltado, o que altera sua resistência a manchas.




Como instala?


Independente de qual seja, para que seu piso frio seja instalado com perfeição, garantindo a resistência do material, utilize rejunte e argamassa adequados para o tipo de cerâmica ou porcelanato que será assentado, ok?


O uso de uma mão de obra especializada também pode fazer toda a diferença no resultado da aplicação.


A instalação de ambos é muito semelhante. Cerâmicas e porcelanatos precisam de um contrapiso muito bem nivelado. Alias, quanto maior o tamanho das placas, mais atenção a isso!!


Em geral, a massa de assentamento deve ter a proporção de três partes de areia para uma de cimento, não importa a quantidade de massa que você faça, respeite a proporção! AH!!! E no caso de aplicação piso sobre piso, use uma massa específica para esse fim e evite dor de cabeça futura.


Para rejuntar, opte por rejuntes impermeáveis e antifúngicos epóxi, por exemplo, isso vai evitar que o rejunte fique encardido ou manchado.


DICA IMPORTANTE: Compre de 10% a 15% de excedente à quantidade calculada para a reforma. Não corra riscos!


Posso fazer sozinho?


Bom... essa é sempre uma opção. Esteja ciente das dificuldades, pois se trata de um serviço de grau de dificuldade maior do que pintar uma parede, por exemplo. E o desafio aumenta ainda mais dependendo do tamanho da placa!


Para um melhor resultado, aconselha-se a contratação de um profissional! Alguns revendedores indicam colocadores especializados, mas você também pode pedir a indicação do seu arquiteto ou engenheiro!


Como limpa?


Use produtos específicos para a limpeza de cada tipo de piso. Porcelanatos são mais sensíveis a produtos químicos que as cerâmicas, por isso é importante utilizar produtos de limpeza próprios para eles.


Na dúvida, opte pelo sabão neutro e a água! Outros produtos mais abrasivos podem manchas e até mesmo prejudicar as qualidades do seu revestimento no que diz respeito à resistência e vida útil.




Quais são os tipos?


Cerâmica


Cerâmica Esmaltada - Sua superfície é esmaltada e pode ser lisa, acetinada ou brilhante, com relevo e rústica, oferecendo diversas possibilidades de uso.


Cerâmica Impressa e Esmaltada - A impressão oferece ainda várias alternativas para decoração pois é aplicada na superfície da peça.




Porcelanato


Porcelanato Natural – Sem brilho e as vezes com textura, é muito resistente a produtos químicos e pode ser aplicado em locais com grande circulação, como espaços públicos.


Porcelanato Esmaltado – Esse possui acabamento em esmalte acetinado ou brilhante. Podem ou não ter relevo, o que o torna bem versátil. Por conta do acabamento liso, sua manutenção é bem mais fácil.


Porcelanato Polido – É o tipo mais famoso de porcelanato. Seu brilho é único, pois passa pelo polimento e recebe camada protetora para finalização. MAS CUIDADO! É extremamente escorregadio quando molhado, não recomendado para áreas molhadas da casa, nem áreas externas.



EXTRA: Pastilhas

A linha cerâmica de pastilhas pode ser aplicada de forma rápida e fácil, pois são encontradas em “placas” que agrupam as pequenas peças. Podem ser usadas na decoração das paredes de diversos espaços da casa, inclusive externamente!




Em que ambientes posso usar?


NA CASA TODA!!


Sim, tanto o porcelanato quanto a cerâmica podem ser usados no piso por toda a casa, inclusive externamente!


As cerâmicas ainda são muito versáteis no uso interno, em banheiros, cozinha e lavanderia, e também no uso externo, para aplicação em fachadas na forma de placa e pastilhas!


Cuidado apenas na hora de escolher o tipo certo para cada área! Alguns podem ser muito escorregadios para pisos de áreas internas molhadas e externas.




Em resumo... PONTOS FORTES


Porcelanato

- Denso,

- Resistente;

- Durável;

- Tecnológico;

- Acabamento mais sofisticado (rejunte mais fino);


Cerâmico

- Versátil;

- Variedade de opções e modelos;

- Mais acessível;


Em comparação... PONTOS FRACOS


Porcelanato

- Os modelos em brilho polido são extremamente escorregadios;

- É conhecido ser mais difícil de instalar;

- Pode manchas com alguns reagentes químicos;

- Tem um custo maior;


Cerâmica

- Mais comum,

- Pode riscar, lascar e quebrar com mais facilidade;

- É poroso e pode manchar com a própria sujeira;

- Acabamento menos sofisticado (bordas abauladas);




Qual escolher?


A escolha certa dependerá muito do cômodo em que o piso será aplicado: área molhada ou seca, internas ou externas?


Na hora que comprar, leve em conta o uso dos ambientes!


Não sabe bem por onde começar? Procure o auxílio de um profissional, arquiteto ou designer de interiores.


(Precisa de ajuda com essa escolha? Nossa equipe pode ajudar você com os revestimentos das sua casa em uma consultoria super acessível!)


Para facilitar, uma DICA:

- Áreas molhadas – externa, banheiro, cozinha e área de serviço;

- Áreas secas - sala de estar e de jantar, quartos e corredores;.



Escolher o piso para sua casa ficou mais fácil com essas dicas?

Em caso de dúvidas sobre pisos cerâmicos ou porcelanatos, compartilhe com a gente!

Fique ligado no HOC Blog!

Na próxima semana compararemos os pisos Porcelanato líquido x Cimentício!


Posts Relacionados

Ver tudo
POSTS RELACIONADOS
Posts Recentes
Arquivo

Contato:

E-mail: hoc.arq@gmail.com

Tel: (11) 94151-8933

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Pinterest - Black Circle