10 PLANTAS PARA TER DENTRO DE CASA

Um pouco de verde em casa traz muito aconchego e alegria. As texturas, cores e formatos são um complemento ideal para qualquer decoração e seus benefícios são inúmeros, desde um descanso para os olhos até mesmo a melhora da saúde dos moradores da casa graças ao ar purificado e umedecido pelas mesmas.


Mas nem sempre é possível ter um quintal ou uma varanda própria par se ter um jardim não é mesmo? Mas sempre é possível trazer algumas plantas para alegrar o interior dos ambientes!



E ainda é super tendência nesses últimos tempos! Essa tendência se chama Urban Jungle e, como o próprio nome já diz, se trata de trazer um pouco do verde para dentro de sua casa ou apartamento urbano.


(Quer saber mais sobre as tendências para 2018? Acesse aqui!)


Entanto, é necessário prestar atenção para escolher as plantas certas. Muitas espécies acabam morrendo por não terem a exposição adequada ao sol e até mesmo por estarem expostas a luz direta de lâmpadas inadequadas dentro de casa (fluorescentes, por exemplo).


Também é importante levar em consideração que cada tipo de planta precisa de cuidados diferentes, com intervalos de regas diferentes. Existem muitas espécies que não precisam de muita manutenção e são ideais para quem não tem muito tempo para os cuidados.



E como saber qual o tipo de planta ideal para você e a sua casa?


Fizemos uma seleção de dez espécies ideais para se ter dentro de casa, levando em conta a quantidade de luz e a manutenção necessária. Vamos dar uma olhada?


Suculentas


A primeira escolha para os interiores costumam ser as suculentas. Essas plantas têm esse nome pois acumulam água em suas folhas que costumam ser bastante carnudas. Alguns exemplos de suculentas são os mini cactos, a echeveria e a rosa de pedra, usados para composições e arranjos de mesas e prateleiras.


As suculentas, como seu próprio nome já indica, não precisam ser regadas com frequência, geralmente uma vez por semana, sendo consideradas plantas de baixa manutenção. Entretanto, elas necessitam estar em locais bem iluminados, ainda que não necessitem de luz solar direta.



Zamioculca


Com uma folhagem viva e brilhante, a zamioculca é uma das plantas mais utilizadas para o interior das casas e apartamentos. Tem um tamanho médio e necessita de um vaso grande para prosperar.


É uma das plantas mais fáceis de cuidar para o interior, mantendo sua folhagem bonita ainda que seja esquecida. Precisa ser regada uma vez por semana e prospera tanto em ambiente iluminados, quanto em ambientes sem luz. Apenas tome cuidado para não deixar essa planta muito tempo em contato com o sol direto, que queima suas folhas.



Bromélia


Para quem procura um contraste maior de cores, a Bromélia é ideal. Sua folhagem vai do verde ao vermelho, tornando-a um elemento interessante para quem quer adicionar um pouco de cor ao verde. São plantas pequenas, podendo ser ótimos ornamentos para mesas e estantes.


Ela exige um pouco mais de cuidados, tendo que permanecer sempre úmida, especialmente nos meses mais quentes. Precisa de locais bem iluminados, mas não é aconselhável deixa-las em contato direto com o sol.


Outro cuidado importante é limpar bem suas folhagens para não aparecer insetos, principalmente em casas e em apartamentos nos andares mais baixos.



Lírio da paz


Para quem sente falta de um pouco de flores dentro de casa e gosta de um ar mais clássico, os lírios são a escolha certa! Dão bons arranjos para mesas e são muito conhecidos por suas propriedades purificadoras de ar.


O lírio precisa ser regado com frequência e permanecer sempre úmido. Quanto à claridade, ela é capaz de dar flores mesmo na sombra ou meia luz, apenas tome cuidado de mantê-lo longe do sol direto. É preferível que você o coloque em locais mais quentes do seu lar.


Outra dica importante em relação ao Lírio é você tomar cuidado com o pólen, pois ele mancha! Certifique-se de cortar o miolo da flor (aquelas hastes) pois é lá onde eles são produzidos.



Rafis


Também chamada de palmeira rafis, dão um ar mais oriental ao ambiente por ter vários caules, parecida com o bambu. Crescem em vasos grandes e são utilizadas principalmente no chão. Apesar de atingir alturas medias, suas folhagens ficam apenas no topo, sendo um ornamento interessante no ambiente.


Ela não precisa de muitos cuidados, sobrevive a vários tipos de iluminação, evitando sempre a iluminação direta do sol. Também tome cuidado para não encharcar sua terra, deixando-a apenas úmida.



Samambaia


Uma boa opção de plantas aéreas é a samambaia. Essa planta tem uma folhagem longa e pendente e deve ser colocada em vasos altos para aproveitar a beleza de suas folhas caindo.


A samambaia é uma planta resistente que necessita de poucos cuidados. A iluminação ideal para cultiva-la é a meia sombra e não precisa ser regada com frequência.


Outra boa opção de planta para vasos suspensos é a jibóia.



Licuala


Também da família das palmeiras, essa planta tem grande capacidade ornamental. Dependendo do tamanho do vaso onde é plantada, pode atingir grandes alturas.


Ela precisa de regas regulares e o ideal seria borrifar água também em suas folhas para evitar resseca-las. Evite colocar essa planta em locais muito iluminados, principalmente por luz direta, como janelas e portas externas.



Peperômia


Também de folhagem pendente, essa planta é muito utilizada em jardins verticais e vasos suspensos. Porém, diferentemente das demais plantas pendentes, esta possui folhas suculentas, em formato de coração em tons verdes com bordas amarelas ou brancas.


Essas plantas são muito resistentes, podendo ser regadas apenas uma vez por semana. Ela resiste a qualquer iluminação, inclusive à luz fluorescente, sendo indicada para escritórios e áreas de trabalho.



Árvores frutíferas


Parece impossível que árvores frutíferas estejam na nossa lista, mas é possível tê-las dentro de casa! Elas podem ser plantadas em vasos e atingem cerca de 1,5 a 2,0 metros de altura. Como a copa costuma ser do tamanho das raízes, elas não serão muito grandes, porém, ainda podem dar frutos.


São várias árvores que podem ser plantadas em vasos, mas as mais comuns são o limoeiro, a jabuticabeira, a figueira, a oliva, entre outras. Também é possível plantar árvores como a bananeira, porém, não são em todos os casos que elas dão frutos comestíveis.


O cuidado com elas é um pouco maior, já que elas precisam de poda. A rega depende da espécie, podendo variar entre uma frequência diária a duas ou três vezes por semana. Como as demais plantas apresentadas, elas não costumam se dar muito bem com a exposição direta ao sol, mas precisam de locais bem iluminados.



Violeta


Outra opção para quem sente falta de flores, as violetas podem ter várias cores, podendo assim criar várias combinações em vasos. Ela pode ser colocada em enfeites de mesa, estantes ou até mesmo em parapeitos de janelas.


Certifique-se de colocá-la em locais com luz indireta, tanto do sol, como de luzes artificiais. Ela precisa ser regada de duas a três vezes por semana, mas evite molhar suas flores e folhas.




Toques de verde são super importantes não apenas para a decoração, como também atuam como elementos terapêuticos dentro da sua casa! Aposte no verde e tenha ambientes mais leves!!



Todas as nossas imagens estão no Pinterest!


Está inspirado? Converse com a gente, temos a solução ideal para os seus ambientes!!


Para mais dicas e inspirações, curta nossa página no Facebook e nos siga no Instagram!

Posts Relacionados

Ver tudo
POSTS RELACIONADOS
Posts Recentes
Arquivo

Contato:

E-mail: hoc.arq@gmail.com

Tel: (11) 94151-8933

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Pinterest - Black Circle